5 notícias que vão fazer você esquecer a eleição do Trump

Líder feminina no Malawi anula 850 casamentos infantis e envia meninas de volta para a escola

theresa-kachindamoto
Reprodução/Al Jazeera

O Malawi é um pequeno país, encravado no sul da África, entre Moçambique, Zambia e Tanzania, banhado pelo grande lago Nyasa. Theresa Kachindamoto, supervisora do distrito de Dedza, na zona rural, se destaca como uma líder feminista ajudando mulheres e garotas de sua comunidade. Nessa luta, ela anulou mais de 850 casamentos forçados, colocou meninas na escola e começou uma luta para abolir rituais tribais de iniciação sexual.

Em 2015 ela conseguiu uma de suas maiores vitorias, conseguindo proibir o casamento de mulheres com menos de 18. As consequências de costumes tribais como esse são drásticos: uma em cada cinco mulheres são vítimas de abuso sexual. Nos últimos anos, Kachindamoto já foi até ameaçada de morte por pessoas que são contra suas políticas empoderadoras, mas ela rebate e diz que continuará lutando até morte para que as mulheres possam ser o que quiserem, até esposas e mães, mas apenas se quiserem.

Leo Cruz

Especialista em criar aquilo que um dia você vai procurar no Google. Fã de Filmes, Séries e Animes, escreve diariamente no Deveserisso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *