Almas Mortas de Nicolai Gogol | Sinopse e Avaliação


Uma coisa a ser dizer de Almas Mortas, é que a despeito do tom satírico, é um livro extremamente triste, é como se o autor aos poucos fosse levado a fazer um inventário da alma russa degradada à época do romance.

Sinopse: Almas Mortas e O Inspetor Geral, de Gogol, constituiram dois marcos extraordinários na história da literatura russa. Ali, até o início do século XIX, as obras formadoras e dominantes da língua haviam sido as do poema e da épica, sobretudo as de Lomonossov e as de Puschkin. Com Gogol, a prosa adquiriu o status de arte e a realidade do país revelou-se, com o espanto de muitos, para além de sua aparente leveza de burla, um retrato amargo, impiedoso e grotesco da sociedade.

Avaliação do Leitor de Almas Mortas

[wbcr_php_snippet id=’53103′]

Esse livro é ótimo no que tange a construção de tipos humanos. Enquanto a história se desenvolve ao redor do protagonista, que por ventura, está viajando Rússia afora em busca de almas mortas para comprar. Em cada fazenda que o anti-herói chega há um anfitrião com uma personalidade humana comum aos russos, aos colombianos ou aos brasileiros. Há de tudo, desde o puxa-saco que daria a vida para o hóspede, até o guloso que só consegue se ver feliz se estiver planejando a próxima refeição. Este livro é essencial é muito engraçado além de profundo. E aí, o que você achou do livro Almas Mortas? Conte para nós nos comentários!
Links para Compra:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *