A “Sessão da Tarde” eternizou alguns filmes, aqueles que já eram clássicos do cinema e também os que se tornaram clássicos somente pelo fato de serem assistidos enquanto tomávamos café da tarde ou apenas descansávamos embaixo do cobertor.

Podemos citar alguns filmes: A Lagoa Azul, Quero Ser Grande, Goonies, Três Solteirões e Um Bebê, Crocodilo Dundee, Olha Quem Está Falando, O Grande Dragão Branco, Karatê Kid, Corra que a Polícia Vem Aí, Elvira, Dirty Dancing e talvez um dos mais emblemáticos da infância: História Sem Fim.

A lembrança é ainda bem viva, tão viva que as vezes se confunde com a realidade: ainda consigo sentir o cheiro do pão quentinho, o calorzinho do cobertor de pelo, o cheirinho do café da minha avó e a musiquinha da vinheta da Sessão da Tarde seguida da música tema de História Sem Fim.

Música, que aliás, você pode dar o play aqui embaixo enquanto lê o post e relembra os grandes momentos de uma das maiores aventuras da nossa infância:

Bastian e o livro esquisito

Capa do Livro a História sem fim

Logo de cara, conhecemos Bastian e sua infância sofrida: perda da mãe, prova de matemática, bullying. Realmente, o dia não estava sendo fácil para o jovenzinho. Até que ele encontra aquele livro esquisito e de repente a realidade começa a se confundir com a fantasia e quando ele menos percebe, está dentro da história. Não, não hipoteticamente. Ele realmente está na história.

Imperatriz Menina, Fantasia e o Nada tomando conta

Imperatiz Menina a Historia sem Fim

O Nada tem tomado conta do reino de Fantasia e a Imperatriz Menina está doente. O seres mágicos da trama se encontram na Torre de Marfim em busca de uma solução para a doença da Imperatriz e a salvação do reino de Fantasia.

É aí que decidem convocar o guerreiro mais corajoso das planícies, que para nossa surpresa, não é nenhum homem forte, musculoso vestido em uma armadura, e sim um garoto chamado Atreyu.

Atreyu vaga por Fantasia tentando encontrar a causa do problema e a solução que irá salvar seu reino. Para isso conta com as emoções de Bastian.

O Pântano da Tristeza

Cavalo Atreyu no pantano da tristeza História sem Fim

Duas passagens que existem tanto no livro quanto no filme – é importante frisar que o filme acaba na metade do livro – é quando Atreyu perde seu cavalo para o Pântano da Tristeza. Só minha vó sabe o quanto eu chorava com essa cena no auge dos meus 6 anos de idade. E mal sabe ela, que eu ainda choro.

O “Cachorro Voador”

Falkor História sem Fim

Não precisa me corrigir, sei muito bem que é um dragão. Mas quando criança, você sabia? A resposta é: não. Todo mundo tinha certeza absoluta que era um cachorro fofinho voador.

Além da aparência, Falkor tinha características afetivas de um cachorro. Sempre feliz, positivo e esperançoso. Quando ele adoece, dá aquele aperto enorme no coração. E para os mais sensíveis, mais chororo.

Apesar da minha abordagem simplista e nostálgica nesse texto, ao ler o livro e assistir novamente o filme depois de adulta, consegui notar que História Sem Fim é uma história feita para adultos com uma roupagem infantil. Acredito que essa seja a forma mais simples de fazer com que um adulto-cabeça-dura capte a mensagem que, de forma bem básica, é: não deixe a fantasia ir embora só porque você cresceu.

Acho que é bem por aí, né?

Bruna DiasFilmes e Seriados
A 'Sessão da Tarde' eternizou alguns filmes, aqueles que já eram clássicos do cinema e também os que se tornaram clássicos somente pelo fato de serem assistidos enquanto tomávamos café da tarde ou apenas descansávamos embaixo do cobertor. Podemos citar alguns filmes: A Lagoa Azul, Quero Ser Grande, Goonies, Três...