Homem Aranha: Longe de Casa | Crítica e primeiras impressões

[wbcr_php_snippet id=’53103′]

Nesta quinta-feira 04/07 é o lançamento nacional de mais um grande sucesso da Marvel Studios. Homem-Aranha: Longe de Casa já está disponível para todo o público brasileiro nos cinemas. A convite da Sony Pictures Brasil e Burger King, que lançou seu novo snack personalizado do filme: a “Pipochicken”, um balde de 25 bolinhas de frango empanadas, fritas e recheadas de queijo. Comparecemos na pré-estreia do filme na última segunda-feira e iremos destacar todas as primeiras impressões:

O novo Homem-Aranha de Tom Holland volta depois dos catastróficos eventos de Os Vingadores: Ultimato. A produção é uma continuação do épico filme – que ainda é muito comentado pelos fãs.

Na história acompanhamos Peter Parker em uma viagem de duas semanas pela Europa, ao lado de seus amigos de colégio, quando é surpreendido pela visita de Nick Fury. Convocado para mais uma missão heroica, ele enfrenta vários vilões que surgem em cidades como Londres, Paris e Veneza, tendo ainda que lidar com a aparição do enigmático Mysterio e seus sentimentos por MJ – Michelle Jones.

As surpresas de Homem-Aranha: Longe de Casa

Cheio de surpresas, a nova sequência de Spider é uma mistura perfeita de diversão e ação. O filme surpreende com as inúmeras cenas de efeitos visuais incríveis e muito bem coreografadas. Jon Watts, responsável pela direção do De Volta ao Lar, retorna confiante neste novo filme, explorando ainda mais as habilidades do super-herói.

Outro grande destaque que não podemos deixar de falar é para o melhor aproveitamento da talentosa Zendaya e sua MJ. Diferente do primeiro filme, a personagem está muito mais envolvida – o que deixa os fãs ainda mais empolgados. No entanto sua história leva um rumo que se torna até que forçado, pelo motivo de sua grande ausência nos grandes momentos do passado – principalmente em seu relacionamento com Peter.

Tom Holland se mostra em constante evolução. O ator já provou que é perfeito para esse novo ciclo do cabeça de teia e em Longe de Casa, vive com o amadurecimento de seu personagem – diante de todas as expectativas que “ganhou” depois de todos os acontecimentos. Seu desafio é entender que não é um adolescente normal e que seu Homem-Aranha se tornou um herói mundial – indo muito além da vizinhança.

Apesar de forçar um romance épico que jamais foi nos apresentados, o roteiro de Homem-Aranha: Longe de Casa merece ser enaltecido. São muitas surpresas e reviravoltas — sem falar das duas cenas pós-créditos, que são chocantes e dizem muito sobre o futuro do herói e da nova fase Marvel.

>Longe de Casa é com certeza uma das produções mais divertidas lançadas até o momento e chega na melhor época possível – sendo o filme perfeito para curtir as férias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *