‘Regina’ do niLL é um dos álbuns mais bonitos dos últimos tempos

Nill

A impressão ao ouvir seguidas vezes ‘Regina’ é que NiLL é um operário das linhas. Cada construção poética é trabalhada e remoldada ao extremo para entregar o melhor produto final. A fluência e naturalidade que resultam disso dão a impressão de que não foi preciso esforço nenhum. Parece fácil, mas só pra ele e não pro resto do mundo.

O peso emocional e experiências pessoais humanizam demais o álbum. A lírica informal e o clima de desprendimento ao contar situações corriqueiras aproximam muito o ouvinte. Mesmo algumas faixas não batendo iguais às outras, o clima criado permite a audição completa quase sem perceber.


Os beats, samples e participações são importantíssimas para segurar as linhas. Essa estrutura é o que permite as experimentações e construções pouco usuais. Destaque para a faixa compartilhada com Rodrigo Ogi e De Leve que a mim rememorou os bons tempos de supergrupos como Quinto Andar e Subsolo. Mais pela junção de gente desse peso do que propriamente pelo som.

niLL é o artista que melhor conseguiu adicionar influências de vaporwave em seu som, sem dúvidas o que apresentou algo completamente diferente no cenário rap nos últimos tempos.

Para quem acompanhar pelo YouTube, existe o bônus da produção dos vídeos em 8 bits exclusivos para cada som. Aumenta a sensação de um filme completo e trilha perfeita.

Ikie Arjona

Ikie Arjona é editor do Deveserisso desde 2015 e se você quer uma dica de filme ou série, pode perguntar que ele terá a indicação perfeita para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.