A assutadora circuncisão dos aborígines australianos

A assutadora circuncisão dos aborígines australianos

Os jovens das tribos aborígines da Austrália devem submeter-se a um procedimento aterrorizante. Entre 15 e 16 anos, o jovem é enclausurado e passa várias horas cantando com a intenção de ficar tranquilo. O curandeiro da tribo realiza o corte do prepúcio sem anestesia, e “o paciente” não deve demonstrar o menor sinal de que experimenta dor, já que isso seria uma vergonha.

Uma semana depois vem a segunda operação e aí que as coisas ficam diferentes. É feito um buraco que atravessa o órgão sexual, próximo aos testículos, que atravessa uma farpa com o objetivo de evitar que o corte se feche. A partir disso, a urina e o sêmen sairão por este pequeno buraco em vez do lugar habitual. O objetivo disto é que os homens possam ter relações sexuais sem engravidar as mulheres, a não ser que eles cubram o orifício artificial.


https://deveserisso.com.br/blog/wp-content/uploads/2010/10/rituais-mais-bizarros-da-terra.jpghttps://deveserisso.com.br/blog/wp-content/uploads/2010/10/rituais-mais-bizarros-da-terra-150x150.jpgLeo CruzCuriosidades
A assutadora circuncisão dos aborígines australianos Os jovens das tribos aborígines da Austrália devem submeter-se a um procedimento aterrorizante. Entre 15 e 16 anos, o jovem é enclausurado e passa várias horas cantando com a intenção de ficar tranquilo. O curandeiro da tribo realiza o corte do prepúcio sem...