Jason Momoa insiste que o público precisa ver o SnyderCut


Resumo:

  • Intérprete do Aquaman segue obcecado pela versão que não foi aos cinemas
  • Zack Snyder deixou o projeto na época por conta do trágico suicídio de sua filha
  • Fãs fizeram um movimento para liberar a versão do diretor e arrecadaram US$ 100 mil para prevenção do suicídio

Mais uma vez Jason Momoa se manifestou sobre a versão de Liga da Justiça que quase ninguém viu. O já lendário SnyderCut, o corte do diretor que nunca foi aos cinemas, é sempre rememorado e dizem que mudaria completamente a maneira como vemos os filmes.

Em entrevista ao MTV News, o intérprete do Aquaman disse o seguinte:

“Acho que o público precisa ver. Claro que estou em dívida com a Warner e DC e não sei como eles se sentem sobre isso, mas, como fã, estou muito feliz por assistir”.

Em dezembro de 2018, o ator disse estar obcecado pela versão de Zack Snyder. E aparentemente, os fãs também querem que a Warner/DC libere o corte do diretor para que o mundo conheça.

Zack Snyder deixou o projeto durante as gravações de Liga da Justiça após o trágico suicídio de sua filha. Dando lugar a Josh Weldon que finalizou o filme que teve recepção divida por parte dos fãs.

A campanha Release The Snyder Cut que pedia a versão do diretor original foi divulgada em cartazes pela Califórnia. Apesar de não convencer a produtora, a campanha arrecadou mais de US$ 100 mil para a prevenção do suicídio.

Acha que a Warner deveria lançar essa versão que não foi aos cinemas?

Leia mais sobre Filmes e Séries e o Netflix.

https://deveserisso.com.br/blog/wp-content/uploads/2019/07/jason-momoa-original-netflix.jpghttps://deveserisso.com.br/blog/wp-content/uploads/2019/07/jason-momoa-original-netflix-150x150.jpgIkie ArjonaFilmes e SeriadosLiga da Justiça
Resumo: Intérprete do Aquaman segue obcecado pela versão que não foi aos cinemas Zack Snyder deixou o projeto na época por conta do trágico suicídio de sua filha Fãs fizeram um movimento para liberar a versão do diretor e arrecadaram US$ 100 mil para prevenção do suicídio Mais uma vez Jason Momoa...