Os filmes mais lucrativos da história do cinema

Às vezes, filmes despretensiosos e fora do radar do grande público explodem e viram grandes sucessos. E a surpresa é tão grande que nem mesmo os produtores ou diretores esperavam tanta exposição. Sabemos o quanto é caro e complexo fazer um filme, mas será que só com muito dinheiro se consegue grandes bilheterias?

Os filmes que estão nessa lista mostram que não é preciso um grande orçamento para conseguir atingir em cheio o público. E apesar do baixo investimento, a maioria que aparece aqui mostra muita qualidade em diversos aspectos.


Quer saber quais são os 10 filmes mais lucrativos da história? Confira na lista a seguir:

Os filmes mais lucrativos da história do cinema

O Balconista (1994)


Custou: US$ 27 mil
Arrecadou: US$ 3,8 milhões

Loucuras de Verão


Custou: US$ 777 mil
Arrecadou: US$ 140 milhões

Halloween (1978)


Custou: US$ 325 mil
Arrecadou: US$ 70 milhões

Rocky, Um Lutador


Custou: US$ 1 milhão
Arrecadou: US$ 225 milhões

A Noite dos Mortos-Vivos


Custou: US$ 114 mil
Arrecadou: US$ 30 milhões

O Mariachi (1992)


Custou: US$ 7 mil
Arrecadou: US$ 2 milhões

A Bruxa de Blair


Custou: US$ 600 mil
Arrecadou: US$ 248,3 milhões

Super Size Me


Custou: US$ 65 mil
Arrecadou: US$ 29,5 milhões

Mad Max (1979)


Custou: US$ 200 mil
Arrecadou: US$ 99,7 milhões

Atividade Paranormal


Custou: US$ 15 mil
Arrecadou: US$ 196,6 milhões

E aí, o que achou dessa lista dos filmes mais lucrativos da história do cinema? Conte pra gente nos comentários!

https://deveserisso.com.br/blog/wp-content/uploads/2019/05/filmes-mais-lucrativos-da-historia.jpeghttps://deveserisso.com.br/blog/wp-content/uploads/2019/05/filmes-mais-lucrativos-da-historia-150x150.jpegIkie ArjonaCuriosidadesFilmes e Seriados
Às vezes, filmes despretensiosos e fora do radar do grande público explodem e viram grandes sucessos. E a surpresa é tão grande que nem mesmo os produtores ou diretores esperavam tanta exposição. Sabemos o quanto é caro e complexo fazer um filme, mas será que só com muito dinheiro...