Anna – O Perigo Tem Nome | Crítica e primeiras impressões do novo filme de Luc Besson

Anna - O Perigo Tem Nome

Depois de trazer as primeiras impressões de “Era Uma Vez… Em Hollywood” de Quentin Tarantino, é hora de falar sobre o lançamento de mais um polêmico diretor da industria cinematográfica. Dessa vez de Luc Besson, responsável por famosas produções como O Quinto Elemento, Nikita – Criada Para Matar e Lucy – que trouxe Scarlett Johansson como protagonista.

A convite da Paris Filmes assistimos Anna – O Perigo Tem Nome, novo lançamento do diretor francês. O filme que traz a atriz e modelo russa Sasha Luss e a vencedora do Oscar Helen Mirren, além de Cillian Murphy e Luke Evans no elenco, já se encontra em cartaz de todos os cinemas brasileiros.

Anna – O Perigo Tem Nome

Luc Besson aposta novamente no protagonismo feminino – marca investida pelo diretor em seu histórico. A nova produção nos faz lembrar de clássicos que possuíram uma fórmula parecida como Operação Red Sparrow e Atômica, que trouxeram Jennifer Lawrence e Charlize Theron como protagonistas.

Sasha Luss, que dá vida a Anna –   tão encantadora quanto letal, que se transforma numa assassina temida e requisitada em várias partes do mundo. Retorna ao cinema para o seu segundo filme da carreira de atriz e trabalhando mais uma vez com Luc Besson, que a dirigiu em Valerian e a Cidade dos Mil Planetas, sua estreia na industria.

A atriz tem um desempenho de destaque que nos transporta para o clássico papel de Angelina Jolie em Salt. Sasha se garante como uma aposta emergente no cinema – que deve marcar presença em outras produções do gênero após a ótima participação no filme.

O filme que disputa com John Wick 3 o título de melhor produção de ação espionagem do ano

Em Anna – O Perigo Tem Nome acompanhamos a história por trás da beleza marcante de Anna Poliatova, que possui um segredo que irá expor sua indestrutível força e habilidade para se tornar uma das assassinas mais temidas do mundo. Uma eletrizante e emocionante viagem repleta de energia, reviravoltas surpreendentes e ação de tirar o fôlego.

A montagem da produção leva uma estética bem parecida com o novo filme de Tarantino. A narrativa presente na linha cronológica do enredo se envolve com viagens ao passado e presente – que faz a introdução dos personagens, apresentando os fatos e revelações da trama.

Com uma coreografia marcante entre as lutas, roteiro pra lá de envolvente, além do talentoso elenco, o novo filme de Luc Besson, apesar de não estar presente nas listas dos mais aguardados do ano – os donos do hype. É uma produção de qualidade que vai conquistar muita gente por aí!

Anna – O Perigo Tem Nome é o filme de ação espionagem que vem para uma disputa acirrada com John Wick 3 para o melhor do ano no gênero. O filme está em cartaz de todos os cinemas do Brasil e merece a sua apreciação!

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *